TelBe em Vinhedo/SP: conheça as histórias e curiosidades da cidade.

Entre Jundiaí e Campinas, na época do ciclo do ouro (em torno de 1620), um pequeno povoado conhecido como “Rocinha” surgiu naturalmente na Estrada da Boiada, inicialmente como um pouso de tropeiros, que fizeram uma pequena plantação de subsistência, uma “rocinha”. 

Esta estrada, que ainda hoje corta a cidade, foi muito importante para o desenvolvimento de todo o país e, claro, para a história de Vinhedo também.

A partir de 1840 a Rocinha foi se transformando em uma pequena vila e, em outubro de 1908, Albuquerque Lins, então governador do Estado de São Paulo, promulgou a Lei nº1138 que criou o Distrito de Paz de Rocinha no município de Jundiaí. Assim, o Distrito, que antes era um pouso de bandeirantes e tropeiros, virou um dos principais destinos da região, atraindo imigrantes e ganhando condições urbanas, típicas de povoados em desenvolvimento.

Os imigrantes europeus, principalmente os italianos, encontraram ali uma oportunidade na plantação de pés de uvas para a produção de vinhos, vinagres, doces e o que mais pudessem explorar das videiras, belas árvores que já tomavam grande parte da paisagem do lugar.

As condições para a emancipação apareceram quarenta anos após Paz de Rocinha ter se tornado Distrito, com o crescimento da população e o progresso econômico, somados ao sentimento de pertencimento de seus moradores. Então, no dia 24 de outubro de 1948, um plebiscito oficializou a sua emancipação.

E em 2 de abril de 1949 Paz de Rocinha torna-se município, sendo sugeridos para a nova cidade nomes como Parreiral, Videiral, Videiras, Vinhalândia e o escolhido, Vinhedo.

Vinhedo, que segue resgatando a sua cultura de cidade do interior, é conhecida nacionalmente pela qualidade de vida e pela preservação das suas tradições, como exemplo da Festa da Uva, que é realizada desde 1948.

Fontes: www.vinhedo.sp.gov.br e http://spcidades.com.br/

Add Comment